Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

VIZONTELE (2001)

Com a popularização do streaming , diversas cinematografias antes inacessíveis acabam penetrando nas nossas casas com imensa facilidade. Isso é ótimo, afinal, desde a tenra idade nós somos formados — de uma maneira praticamente intensa e ininterrupta — pelo cinema comercial americano recente. Ficamos viciados pelos seus temas, pelos seus andamentos, pelos seus estilos, pelos seus símbolos e obsessões. Chegamos até ao ponto de tomarmos isso como “régua” e, com ela, medimos o cinema do mundo inteiro e de todas as épocas. Olhamos toda a sétima arte pelas lentes dos filmes hollywoodianos, principalmente os que mais nos marcaram, ao invés de educarmos o nosso olhar para novos temas, novos andamentos, novas linguagens. Mas, graças à tecnologia, isso vem mudando. É realmente algo muito positivo, por exemplo, ver esse tocante filme turco pela Netflix. A Netflix, que se tornou sinônimo para tempo livre em casa, que virou o primeiro nom

Últimas postagens

Fuga das Galinhas (2000)

Dois poemas de Rüştü Onur e de Muzaffer Tayyip Uslu

Bacurau (2019)

Nada a Perder (2018), parte II

Nada a Perder (2018)

Calígula (1979)

Frankenweenie (2012)

Paulo e Estêvão (1941)

Kingsman – Serviço Secreto (2014)

Pink Flamingos (1972)